Dino ganha fôlego e vira alvo de Roseana


Peemedebista tenta censurar uso dos resultados de pesquisa de intenção de voto no Maranhão que apontam para segundo turno

Na reta final pela disputa do governo do Maranhão, a candidatura do deputado Flávio Dino (PC do B) ganhou fôlego, colocando em risco a reeleição em primeiro turno da atual governadora, Roseana Sarney (PMDB). Com baixo índices de rejeição, o comunista passou a ser o principal alvo da campanha da peemedebista, que tenta censurar o uso dos resultados de pesquisa de intenção de voto que indica segundo turno para o governo do Estado.

As últimas pesquisas têm apontado o avanço da candidatura de Dino. A possibilidade de Roseana vir a ser obrigada a disputar um segundo turno aumentou - contra o comunista ou contra o ex-governador cassado Jackson Lago, do PDT. Diante do crescimento da oposição, a coligação de Roseana, "O Maranhão não pode parar", entrou com pedido impugnação da pesquisa no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob a alegação de que há irregularidades no levantamento.

O clima de animosidade entre Roseana e Dino ficou evidente no debate de anteontem à noite promovido pela TV Mirante, afiliada à TV Globo. O comunista partiu para o ataque. "Não é bateu levou. Somos uma candidatura de mudança. Não é ódio", justificou Dino. "Era esperado que todo mundo viesse em cima de mim", disse Roseana.

Ataques. A tendência de subida da candidatura do comunista já havia sido detectada na semana passada, quando o Ibope apontou empate entre Dino e Lago, cada um com 21% das intenções de voto, e Roseana com 46% das intenções de voto. Desde então, a peemedebista empreendeu ataques diretos ao deputado Flávio Dino. A tática da campanha de Roseana é tentar vincular a imagem do comunista à do ex-governador José Reinaldo Tavares, antigo aliado da família Sarney. Zé Reinaldo, hoje no PSB, é candidato ao Senado na coligação de Dino.

Zé Reinaldo foi preso em 2007 durante a Operação Navalha, da Polícia Federal, que investigou pagamento de propina na contratação de obras públicas e levou à queda do então ministro das Minas e Energia Silas Rondeau, ligado ao senador José Sarney (PMDB-AP).

Algemado. O vice-governador e candidato ao Senado, João Alberto, foi escalado para bater em Dino, dedicando parte de seu programa na televisão para promover ataques ao comunista. "Sabe quem está por trás de Flávio Dino? Zé Reinaldo, que foi preso e algemado e sonha votar ao poder na sombra de Dino", alertou João Alberto. Dino se defende. Faz propaganda alardeando que é "ficha limpa".

"Desesperada com o segundo turno, a Roseana ataca Flávio Dino", disse o comunista, em sua propaganda eleitoral. "Leve Flávio Dino ao segundo turno. Ele é ficha limpa", apregoou o candidato.

O conteúdo da propaganda desagradou a Jackson Lago, que corre o risco de ter sua candidatura impugnada pela Justiça com base na Lei da Ficha Limpa. Em 2009, Lago deixou o governo do Maranhão depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou que houve abuso de poder na campanha que o elegeu em 2006. Como foi condenado e perdeu o mandato, o Ministério Público pediu a impugnação da candidatura do pedetista.

O TSE ainda não julgou o pedido de impugnação, "Ficha mais limpa do que a minha no Maranhão não existe", afirmou Jackson Lago.
O candidato ao governo do Estado Flávio Dino (PCdoB) disse, em conversa agora a pouco com o titular do blog, que a união das oposições está firmada para o segundo turno, independente do candidato que passar.

O comunista garantiu que na eventualidade de não se credenciar para enfrentar Roseana Sarney (PMDB), que lidera as intenções de voto de acordo com as últimas pesquisas, apoiará a candidatura do ex-governador Jackson Lago (PDT).

“O pacto, firmado há três meses, está mantido. Seja qual dos dois que passar, um terá o apoio do outro”, assegurou Flávio Dino, referindo-se ao acordo de Lago apóia-lo no segundo turno ou marchar com o pedetista caso seja ele referendado para disputar a eleição com a peemedebista.

As declarações de Flávio Dino ratificam as afirmações do seu coordenador de campanha, jornalista Marcio Jerry dita semana passada ao blog.

Na oportunidade, o presidente do diretório do PCdoB em São Luis afirmou que só há uma possibilidade de a oposição não se unir, que é na hipótese de Jackson e Flávio estiverem disputando um contra o outro no segundo turno.

“Se for o Jackson, ele terá o apoio de Flávio, e se for o Flávio ele terá o apoio do Jackson”, assinalou Marcio Jerry, confirmando o pacto de união dos dois candidatos.

Acusações do grupo Sarney

Flávio Dino comentou sobre os ataques que vem sofrendo no horário eleitoral por parte da coligação “O Maranhão não pode parar”, que tem como candidata ao governo Roseana Sarney (PMDB).

Dino se defendeu das acusações de que teria, em discurso realizado semana passada em São Domingos do Maranhão, chamado a governadora de “onça”.

“Eles truncaram a fala, pegaram apenas uma parte do meu discurso. Na verdade, ali era uma brincadeira com o Kleber Tratorzão, prefeito da cidade e que me apóia. De forma alguma chamei a governadora de onça”, explicou.

Em relação a paródia do jingle de Roseana, o deputado disse que a música foi criada por internautas, portanto, de acordo com ele, sem nenhuma relação com sua campanha.

Flávio disse que entrou com pedido de direto de resposta na Justiça para que fosse feito os esclarecimentos e a reparação diante das acusações lhe imputadas. Segundo ele, todos foram negados.

25 RAZÕES PARA NÃO VOTAR EM ROSEANA SARNEY / RICARDO MURAD

1 - Roseana já foi governadora durante sete penosos anos. Na sua gestão o Maranhão foi rebaixado para o pior Estado do Brasil e com os piores indicadores sociais.
2 – Enquanto os maranhenses sofriam, Roseana se divertia jogando carteado em cassinos de Las Vegas e nos Estados Unidos. Quem governava era o seu marido, Jorge Murad, que não recebia políticos nem qualquer pessoa que quisesse tratar dos problemas do Estado.
3 – A administração Roseana Sarney/Murad extinguiu a Emater, a Secretaria de Agricultura, a Fapema e outros órgãos que cuidavam da produção. O Maranhão passou de exportador para importador de alimentos. Melhor para a Bahia, o Ceará...
4 – O Maranhão tem um dos maiores rebanhos de bovino e bubalinos do Nordeste, mas na gestão de Roseana/Murad, o Estado ostentava o vergonhoso risco desconhecido em febre aftosa.
5 – Venderam a CEMAR. Clic!
6 – Venderam O Banco do Estado do Maranhão, depois de contraírem uma fortuna de empréstimo para saneá-lo. Advinha quem está pagando a conta?
7 – Venderam a TELMA. Alô polícia!
8 – Enterraram 33 milhões de dólares na estrada Arame/Paulo Ramos.
9 – Liquidaram com as esperanças de milhares de trabalhadores na fábrica de confecções de Rosário. Vão ter que vender o município para pagar o banco.
10 – O Projeto Salangô, levou mais de 70 milhões por água abaixo e a população de São Mateus entrou pelo cano. E bota cano nisso.
11 – No projeto Usimar ficou: a placa, o terreno e mais 40 milhões de dívidas para o Estado e nós pagarmos.
12 – Mandaram para o espaço, via satélite, mais de 100 milhões, do Tele-ensino, para a Fundação Roberto Marinho. Um negócio das Arábias para a Globo.
13 – Não construiu nenhum hospital.
14 – Deixou a educação com indicadores do século 19. Apenas 47 municípios com ensino médio num universo de 217.
15 – Prometeu construir 10 mil salas de aula. Só construiu 600.
16 – Envergonharam o Maranhão com o escândalo da Lunus, com mais de 1 milhão, que ainda não foi explicado de onde saiu.
18 – Diz que o seu governo atraiu mais de 70 indústrias para o Maranhão. Cadê, onde que está, cara pálida?
19 – Deixaram uma dívida de 400 milhões anuais para ser paga pelos próximos governos.
20 – Fecharam contrato de 700 mil com o Sistema Mirante para fazer propaganda institucional de um governo virtual, somente de TV.
21 – Construiu casas e apartamentos com material de terceira qualidade, e agora, quase todos apresentam problemas de infiltração. E a taipa com palha continua.
22 – Abandonou a Baixada Maranhense ao deus-dará.
23 – Mandou para o esgoto milhões de reais para sanear a Lagoa da Jansen e deixou um “suave aroma do campo” para o seu nariz.
24 – Quem não respeita as Leis e engana o povo não merece o seu voto.
25 – É filha do Coronel Oligarca, José Ribamar Araújo Costa, o Sarney. Sem comentários.

Fracassa reunião de Sarney com os prefeitos promovida por Fecury

Não tenho conhecimento como foi o almoço promovido por Ricardo Murad no ostentoso Hotel Luzeiros, mas o rega-bofe promovido pelo candidato suplente, Clóvis Fecury (DEM) em sua humilde residência na Ponta d’Areia, não reuniu a quantidade de prefeitos esperados para ouvir o senador pelo Amapá, José Sarney, sobre a importância de eleger a sua filha para governar o Maranhão.

Por lá estavam apenas os prefeitos de Coroará, Luís da Amovelar; de Presidente Dutra, Irene Soares; de Grajaú, Mercial Arruda; de Santa Quitéria, Osmar Leal, de Itapecuru Mirim, Júnior Marreca; de Rosário, Marconi Bimba; de Bacabeira, Venâncio Filho; e de Primeira Cruz, Sério Albuquerque.

Eram esperados cerca de 120 prefeitos.

Fecury foi o primeiro a falar, e preocupado com as dificuldades de eleger João Alberto, para que depois ele possa assumir a vaga, pediu empenho de todos e prometeu uma injeção de “ânimo”.

- Peço a todos que vistam a camisa do nosso grupo e assim como ajudaram a me eleger deputado, dêem seu apoio para que o João Alberto e o Lobão sejam eleitos – suplicou o suplente.

Depois foi Lobão, que deu a ordem para que todos peçam votos até o último dia da campanha., na certeza de um acalanto futuro.

- Sempre reconheceremos o apoio de vocês – avisou.

O último a discursar foi Sarney, com um retrospecto de sua trajetória até o Amapá, e a cara limpa, mesmo com bigode, para dizer que não se pode perder a chance de eleger Roseana, a oportunidade de crescimento para o Maranhão.

-Essa eleição é a mais decisiva da história do Maranhão, pois acontece em um momento marcado pela virada do país em termos de desenvolvimento econômico, por muitos anos o Maranhão foi esquecido pelo governo federal. Agora, no governo Lula, vivemos outra realidade e temos que aproveitar a chance. Nesta virada, precisamos de Roseana no governo, para que o Maranhão possa distribuir riqueza. E a parceria com os prefeitos terá vital importância nesse processo – profetizou Sarney.

Os prefeitos arregalaram os olhos quando ouviram que Roseana iria distribuir riqueza, ainda mais com tão poucos presentes…

Pesquisas apontam queda de Roseana Sarney e crescimento de Jackson Lago


Foi divulgado neste final de semana, uma nova pesquisa sobre as intenções de voto para o governo do Estado pelo Instituto Opinare, contratado pela Rádio Educadora.

De acordo com a pesquisa, Roseana Sarney (PMDB) possui 42% das intenções de voto, seguida por Jackson Lago (PDT) com 24%, Flávio Dino (PCdoB) com 14%, Marcos Silva (PSTU) com 1,2%, Saulo Arcangeli (PSol) com 0,5% e Josivaldo Corrêa com 0,1%. O total de indecisos chega a 11%.

Ainda conforme a pesquisa, para o Senado Federal, Edison Lobão (PMDB) aparece na frente com 23,9%, seguido por João Alberto (PMDB) com 19,3%, Zé Reinaldo (PSB) com 10,3%; Edson Vidigal (PSDB) com 6,3% e Roberto Rocha (PSDB) com 5,5%. No total, 24,1% estão indecisos e brancos e nulos somam 6,5%.


ESCUTEC

Na pesquisa da Escutec divulgada também neste final de semana, encomendada pelo Jornal O Estado do Maranhão, mostra que a candidata do PMDB, Roseana Sarney recuou na pesquisa de intenções de voto, mas ainda venceria em primeiro turno.

Roseana tem 48,7%, contra 25,7% do segundo colocado, Jackson Lago (PDT). Em seguida, aparecem Flávio Dino (PCdoB), com 15,7%, Saulo Arcangeli (PSOL), com 1,1%, e Marcos Silva (PSTU), com 0,8%.

Na comparação com levantamento anterior do instituto, a peemedebista perdeu 0,9 ponto percentual, enquanto Lago ganhou dois.

O patamar dos que afirmaram votar em branco ou nulo atingiu 1,2%, e os indecisos totalizaram 6,9%. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

O instituto ouviu 1.043 eleitores maranhenses entre 1º e 3 de setembro. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 27342/2010.

Roseana é alvo de sete representações por abuso de poder político e econômico


SÃO LUIS - A governadora do Estado do Maranhão e candidata a reeleição, Roseana Sarney (PMDB), já é alvo de sete representações no Ministério Publico Eleitoral (MPE) por indícios de abusos de poder político, econômico e captação ilícita de sufrágio.

Destas sete representações, seis foram impetradas pela coligação "Muda Maranhão", do candidato ao governo do Estado Flávio Dino (PCdoB) e a outra pelo PSDB, integrante da coligação "O Povo é Maior", do ex-governador Jackson Lago. Duas destas representações (uma do PCdoB e a do PSDB) já foram acolhidas pela procuradora eleitoral maranhense Ana Carolina da Hora Hörn e transformadas em procedimento administrativo do MPE.

Um dos procedimentos administrativos instaurados pelo MPE investiga uma denúncia feita pelo PSDB, de que a governadora teria utilizado, dia 05 de setembro, o campus da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), como ponto de encontro de uma carreata. O PSDB realizou gravações da carreata e denunciou o fato no horário político do partido. Conforme o PSDB, a conduta infringe o artigo 37 da lei 9.504/1997. O governo do Estado negou a utilização irregular do espaço da Universidade.

O outro procedimento do MPE já instituído diz respeito a possíveis irregularidades no uso da propaganda institucional adotada pelo governo Roseana Sarney desde abril. Os comunistas alegam que a propaganda institucional foi utilizada para atingir adversários, não para promover ações do governo. O governo do Estado também negou desvirtuamento de propaganda institucional.

A coligação de Flávio Dino também denunciou a governadora por ter implementado, em ano eleitoral, um programa de doações de casas à pessoas carentes, sem projeto de execução orçamentário aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado. Na representação da coligação comunista, a governadora implementou o programa, chamado "Viva Casa", apenas por meio de decreto. O programa recebeu recursos, conforme a coligação de Dino, da ordem de R$ 62,8 milhões. Esse crime, até ontem, ainda não havia se transformado em procedimento administrativo do MPE.

Os advogados de Dino alegam que esse projeto de distribuição de casas é um crime eleitoral similar ao cometido pelo ex-governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB). Lima foi acusado de ter distribuído R$ 3,5 milhões em cheques para eleitores dentro de um projeto assistencial em ano eleitoral.

Roseana quebra cinzeiro e culpa prefeito por fracasso de comício em Grajaú

Não é de hoje que se fala que Roseana Sarney, a filha do todo poderoso José Sarney, costuma humilhar prefeitos e aliados.

Uma das vítimas foi o prefeito de Grajaú, Mercial Arruda, ainda no início do mês de setembro. Segundo matéria do jornal “Grajaú hoje” e de populares, que o blog teve oportunidade de ouvir, ela quebrou o maior barraco ao chegar no município para inaugurar uma exposição agropecuária e não teve a recepção esperada.

Diante de um aeroporto vazio, ela ainda participou de um comício, mas se negou a ir a um jantar e a abertura da exposição, alertada que fora sobre a pouca receptividade de seu nome junto à maioria dos eleitores.

Ela seguiu direito para o hotel, onde furiosa jogou um cinzeiro no chão e cobrou do alcaide:

- Cadê o povo ? E o dinheiro que lhe dei ?

Ele, de cabeça baixa, só respondia:

- Não sei.

E isso porque foi feito convite na TV conclamando a população para receber a candidata.

E nada.

Já tem prefeito com medo que ela inclua a sua cidade na agenda de visita…

Exclusivo: os novos números para o governo do Maranhão


O Data Oxumaré divulgou agora há pouco, os números da corrida para o Palácio dos Leões, a sede do governo do Maranhão.

O Estatístico responsável pela pesquisa, conceituado e renomado Pai de Santo de Imperatriz, Pai Anderson Bruno, concedeu uma entrevista exclusiva ao Blogue onde mata a cobra e mostra o pau!

Blogue do Frederico Luiz - Quantos municípios o Data Oxumaré pesquisou?
Pai Anderson Bruno - Ahhhh! Foram os 218!

Mas, o Maranhão só tem 217 municípios?!
E Lagoa Verde não conta. Meu grande amigo e ex-vereador Pimentel, que é liderança por lá, lançou a idéia e nós encampamos. Lagoa Verde é desenvolvida tem o maior parque industrial do meio norte brasileiro. Tem de separar de Imperatriz!

E a metodologia aplicada?
A vidência, claro. É o método melhor que existe. Porque a previdência está falida e a “posvidência” nem existe ainda, nem no Aurélio! Eu entrei no espírito das pessoas, hoje, logo que elas acordaram e formulei as perguntas.

E quem foi o vencedor?
Foi Jackson Lago. Um nariz a frente do segundo colocado. Flávio ficou na vice, uma barriga na frente de Roseana. A atual governadora ficou uma barba (do Lula) na frente de Marcos Silva. O candidato do PSTU ficou uma “lente de garrafa” à frente de Josivaldo que ficou um martelo na frente de Saulo Arcangeli.

Mas, e os números?
Calma... ainda vou registrar a pesquisa no Tribunal Superior Espiritual. Mas, posso adiantar que estão todos, tecnicamente, empatados e haverá segundo turno.

Estão todos empatados?
Claro. Tem coisa empatando os candidatos. Mau olhado dos adversários. Por isso, não custa nada uma consulta comigo, para as bênçãos do segundo turno.

Dino quer proibir que candidatos saquem acima de R$ 20 mil

Para candidato do PCdoB ao governo do Maranhão, medida evitaria abusos de poder antes da votação

O candidato ao governo do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), entrou com uma representação no Ministério Público Eleitoral (MPE) requerendo que a Justiça Eleitoral proíba saques dos comitês de campanha em valores superiores a R$ 20 mil. Além disso, a ação também propõe que saques em valores superiores a R$ 10 mil sejam informados ao Ministério Público Eleitoral ou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA).

Os advogados de Dino argumentam, na ação, que seria uma forma de manter a lisura do processo democrático em função de casos “públicos e notórios” de abusos de poder e captação ilícita de sufrágio. “Em alguns casos, resultaram na perda dos mandados eletivos de candidatos”, informa a defesa de Dino na ação judicial.

A medida, conforme a coligação “Muda Maranhão”, ocorreria somente entre os dias 27 de setembro (segunda-feira) e a segunda-feira seguinte, dia 4 de outubro. Até o momento, nem o MPE, nem o Tribunal Regional Eleitoral, manifestaram-se sobre essa medida.

A última apreensão de grande porte de dinheiro às vésperas das eleições ocorreu nas eleições de 2002. No dia 15 de outubro daquele ano, a Polícia Federal (PF) maranhense apreendeu um carregamento de R$ 371 mil, em maços de R$ 5 mil e R$ 10 mil, em um avião Seneca prefixo PT-VKV, pilotado pelo coronel da reserva do Exército Orlando de Lima Pantoja, com destino a Imperatriz.

O dinheiro, segundo a PF, seria destinado à compra de votos na cidade de Imperatriz. O avião foi alugado por um assessor do hoje candidato ao senado José Reinaldo Tavares (PSB), que na época disputava o governo do Estado contra Jackson Lago (PDT).

No MA, médica presa por comprar voto

Consultas seriam feitas em troca de apoio à candidatura de Roseana

Jailton de Carvalho e Isabel Braga

A partir de um pedido do Ministério Público, a Polícia Federal prendeu ontem, em São Luís, uma médica acusada de fazer consulta em troca de promessa de voto para a reeleição da governadora Roseana Sarney (PMDB).

No domingo, como mostrou ontem O GLOBO, motoqueiros de Codó, no interior do Maranhão, ganharam três litros de gasolina, cada, para participar de uma carreata de Roseana e outros candidatos na cidade. O flagrante do GLOBO será investigado pelo Ministério Público Eleitoral no Maranhão.

No consultório da médica foram apreendidos ontem santinhos de campanha de Roseana, do candidato a deputado federal Luciano Moreira (PMDB) e dos candidatos a deputado estadual Ricardo Murad e Manoel Ribeiro.

Na operação de ontem, a Polícia Federal prendeu também a dona da casa onde estava instalado o consultório e uma paciente, que estava sendo atendida. A paciente foi presa porque reagiu contra a ação da polícia.

Com a dona da casa foram apreendidos duas carteiras de trabalho e dois títulos de eleitores. A PF encontrou ainda cartazes dos candidatos colados nas paredes.

A oferta de benefícios relacionada a promessa de voto é classificada como crime eleitoral. O crime pode ser punido até com cassação da candidatura ou do mandato, caso o candidato seja eleito.

a cara do Maranhão e do Sarney


Em reportagem do Jornal Nacional sobre a realidade social das cidades e Estados do Brasil, antes das eleições que foi ao Ar no dia 17 de setembro de 2010 na Rede Globo, foi exibida matéria jornalística sobre a vida dos pinheirenses e moradores da cidade de pinheiro, localizada a mais ou menos 90 Km de distância da capital do Maranhão.
Todos os maranhenses estavam apreensivos para saber o que seria mostrado, mas o que se viu não foi nehuma novidade.Foi mostrado que o Maranhão tem belas paisagens e muitos recursos naturais, porém tem um povo sofrido que não tem acesso à esgoto 90% das residências; vivem com apenas 594, 00, é a3ª menor renda média do Brasil; não estão estudando, pois somos o 4º colocado em analfabetismo.
Roseana Sarney foi governadora por três vezes e sempre prometeu que o Maranhão teria mais educação, saúde e trabalho e por último prometeu avenidas e pontes.As promessas que a governadora faz nunca se cumprem, mas tem gente que continua votando nela?
Tirem sua prórprias conclusões.De quem é a culpa do Maranhão ser vergonha nacional?
PS:01 Todos sabem que o pai de Roseana Sarney o senador José Sarney está no controle político do Maranhão há mais de 50 anos.Recomendo ler Honoráveis Bandidos.
PS02: No Maranhão ou Capitania Hereditária do Maranhão o poder passa de pai para filha.

Pesquisas apontam queda de Roseana Sarney


Reviravolta no cenário político eleitoral do Maranhão. É assim que se pode analisar os resultados das últimas pesquisas divulgadas sobre a campanha eleitoral no estado. Observa-se primeiramente que a candidata governista, da coligação O Maranhão não pode parar, Roseana Sarney, está em queda livre, enquanto seus adversários crescem, como é o caso do deputado federal Flávio Dino, do PC do B, da Coligação Muda Maranhão. O ex-governador jackson Lago se mantém numa situação de equilibrio, mas com leves oscilações para baixo.
A editoria política do Tribuna do Maranhão transcreve a análise dos jornalistas políticos e blogueiros, Roberto Kenard e Ed Wilson, que fazem uma análise mais abalisada sobre a última pesquisa divulgada pelo Ibop Nacional, onde aponta que a eleição no Maranhão será decidida em segundo turno, que deverá ter o candidato Flávio Dino contra a governador Roseana Sarney.
Veja o que diz o jornalista e blogueiro Roberto Kenard, ao analisar a última pesquisa do Ibop:
Ibope: cenário se modifica completamente

Os números do Ibope divulgados ontem, pelo que observo, foram levados a sério pelos três principais candidatos ao governo do Maranhão. Bem, se é verdade, os três devem estar preparando novas estratégias.
Vamos aos números (secos, já que os detalhes da pesquisa ainda não estão disponíveis).

Em agosto, na primeira pesquisa Ibope:

Roseana Sarney: 47%
Jackson Lago: 25%
Flávio Dino: 13%
Marcos Silva: 1%

Agora:

Roseana Sarney: 46%
Jackson Lago: 21%a
Flávio Dino: 21%
Marcos Silva: 1%

Vinha dizendo que as pesquisas mostravam claramente a possibilidade de segundo turno. Pois é, mas nenhuma como a do Ibope. Já não se trata de possibilidade, basta observar os números.

O crescimento de Flávio Dino é natural e já era esperadíssimo. Estranho, porém, a perda de gordura de Jackson Lago. Não há explicação razoável (no mínimo, há a necessidade de saber os pormenores da pesquisa). Tenho ouvido, ao contrário, que a campanha dele se avoluma nas cidades do interior. E começa a se modificar na Capital.

A coordenação da campanha de Roseana Sarney deve ter perdido o sono. Tudo o que teme é justo o crescimento de Flávio Dino, agora confirmado pelo Ibope. Caso Dino, na reta final, ganhe três pontos percentuais e Jackson e Roseana se mantenham no mesmo patamar, irá para o segundo turno.

Falei, no começo, em mudança de estratégia.

O que devem fazer, agora que se encontram empatados, Jackson e Flávio Dino?

Não sei. Sei o que não devem fazer: confrontarem-se. Roseana Sarney seria a beneficiada.

Na opinião do jornalista Ed Wilson, o candidato do PCB pela Coligão Muda Maranhão, Flávio Dino já está no segundo turno. Eis o que ele escreveu em seu blog:

FLÁVIO DINO MAIS PRÓXIMO DO SEGUNDO TURNO

O previsível crescimento de Flávio Dino (PC do B) na campanha ao governo do Maranhão já aponta para o segundo turno contra Roseana Sarney (PMDB).

É o que demonstra a pesquisa Ibope divulgada hoje à noite, na TV Mirante, dando 46% a Roseana e empate entre Flávio Dino e Jackson Lago (PDT). Ambos estão com 21%.

Não existe mais "clima" na política maranhense para manipulações grosseiras que apontassem, a esta altura da eleição, uma vitória de Roseana no primeiro turno.

E o desempenho de Flávio Dino pode ser ainda melhor do que aponta o Ibope. A conferir. Dino melhorou também o discurso no horário eleitoral. Iniciou uma fala mais crítica e frontal em relação ao grupo Sarney.

Vai puxar para ele, Dino, a polarização antes capitaneada por Jackson Lago. O ex-governador começa a cair. De 25% no levantamento anterior do Ibope perdeu quatro pontos e foi a 21%. Só não pode é cair muito, para não prejudicar a soma que levará ao segundo turno.

Especula-se nos bastidores que Jackson já tem um plano "b" de lançar a esposa Clay Lago, caso a candidatura dele tenha o registro cassado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em que pese o poder econômico, a candidatura de Roseana começa a dar sinais de enfraquecimento junto à população. Piorou hoje à noite, no programa eleitoral, quando pôs o depoimento do candidato a vice-governador Washington Oliveira (PT).

Não vai acrescentar um voto na coligação. E ainda corre o risco é de perder eleitores.

IBOPE confirma : segundo turno é inevitável no MARANHÃO


O Ibope divulgou, nesta sexta-feira (27), os números da segunda de uma série de três pesquisas encomendadas pela TV Mirante sobre a intenção de votos para o governo do Maranhão.

De acordo com a pesquisa, a candidata Roseana Sarney (PMDB) lidera a disputa com 46%. Em segundo estão os candidatos Jackson Lago (PDT) e Flávio Dino (PC do B) com 21% cada um.

O candidato Marcos Silva (PSTU) aparece com 1% das intenções de voto. Josivaldo Corrêa (PCB) e Saulo Arcangeli (PSol), não pontuaram mais uma vez. De acordo com a pesquisa, brancos e nulos totalizaram 2% e os que não sabem, 9%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 16 de setembro. Ao todo, o Ibope entrevistou 1.204 eleitores em todas as regiões do Estado.

A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos considerando um grau de confiança de 95%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão sob o número 34465/2010 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 30242/2010.

Fonte: Imirante

Julgamento de Jackson no TSE deve acontecer nesta quinta-feira


Até o fim da manhã desta terça-feira (14), o nome do ex-governador Jackson Lago (PDT) não estava na pauta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para ser julgado esta terça.

O mais provável, na opinião de advogados consultados pelo blog, é que o TSE julgue na quinta-feira (16) o registro da candidatura do candidato da coligação o “Povo é Maior” Jackson Lago. De acordo com os juristas, o mais tardar na sexta-feira.

O pedetista, de acordo com parecer do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, está enquadrado na Lei Complementar 135/2010, conhecida como Lei da Ficha Limpa, e por isso estaria impossibilitado de disputar as eleições.

Ano passado, o candidato a governador teve seu mandato de chefe do Executivo local cassado pelo próprio TSE por abuso de poder econômico e político.

O TRE do Maranhão deferiu, por unanimidade, no último dia 4, a candidatura de Jackson Lago em resposta ao pedido de impugnação. O Ministério Público Eleitoral recorreu da decisão ao TSE.

O parecer sobre o caso está de posse do ministro Hamilton Carvalhido, relator do recurso no TSE e deve ser levado a plenário até o final dessa semana. Caso passe, o cenário político das eleições promete mudar em favor das oposições.

Segundo Resolução do próprio TSE n.º 23.190, o prazo final estabelecido para julgamento de todos os recursos é este domingo (19).

VAMOS TODOS VOTAR CONTRA A OLIGARQUIA


O Maranhão, estado localizado na região Nordeste, tem 6.367.138 habitantes. É o quarto estado mais rico em Produto Interno Bruto (PIB) do Nordeste, mas com o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Um dos estados mais pobres do Brasil, tem sido governado sistematicamente por estruturas oligárquicas que, com o apoio do poder federal, vêm mantendo a região em uma situação de atraso, dependência e curral eleitoral. Os últimos 60 anos de vida política no Maranhão foram marcados por duas dinastias: a de Vitorino Freire (1945 a 1965) – que desenvolveu relações patrimonialistas – e a de José Sarney (1966 aos dias atuais), que exerce o mandonismo local. É a mais antiga oligarquia do Brasil no poder.

Observando-se outros estados do Nordeste temos: a Bahia, que se livrou da sua oligarquia e agora avança com o governo democrático de Jacques Wagner (PT); Pernambuco, que vai para o segundo mandato do governador Eduardo Campos (PSB); Ceára, com o governador Cid Gomes (PSB) indo para seu segundo mandato; Sergipe, onde se tem o governador petista Marcelo Deda (PT) também indo para o segundo mandato; Piauí, com o bancário Wellington Dias (PT), depois de cumprir metade de sua segunda gestão de governador, se afastou para concorrer a uma vaga no senado, assumindo seu vice Wilson Martins (PSB); no Rio Grande do Norte, governado pelo empresário Iberê Ferreira (PSB); Alagoas, apesar de ser terra de atuação política da oligarquia dos Mello (Fernando Collor), mas cujo governo é exercido por Teotônio Vilela Filho (PSDB).

Enfim, somente o Maranhão é governado por uma oligarquia, onde a governadora é Roseana Sarney Murad (PMDB), que assumiu no dia 17 de abril de 2009, o terceiro mandato, depois da cassação pelo TSE do governador Jackson Lago (PDT), por meio de um processo muito questionado pelas oposições e juristas conceituados, como o ex-presidente e ministro do STF Francisco Rezek e Edson Vidigal, ex-presidente do STJ.

Pode-se verificar que só no Estado do Maranhão vive ainda sobre o poder oligarca ou dinástico, como conceitua a professora Maria de Fátima da Costa Gonçalves (UFMA) em sua tese de doutorado “A INVENÇÃO DE UMA RAINHA DE ESPADA: ritualizações e embaraços na dinâmica política do Maranhão Dinástico.

Nota-se que dos nove estados nordestinos, oito são governados por partidos com tradição progressista e/ou democrática (PT, PSB, PDT, PSDB) e somente o Maranhão destoa dessa situação. É governado pelo PMDB de José Sarney e Roseana Sarney Murad, antes filiada do PFL/DEM.

Nesse sentido, só mudando a política e superando a gestão do Estado controlado por um pequeno grupo no comando do poder pode-se pensar em um desenvolvimento com distribuição de renda. O Maranhão ainda é hegemonizado pelo grupo do Senador Sarney. Daí a causa de apresentar os piores índices de desenvolvimento humano. Para começar a mudar essa situação só por meio da política, e você com o seu voto livre tem esse poder.

Dessa forma, pode-se iniciar um processo de mudança tão almejado por muitos maranhenses. É preciso não ter medo, tem-se que acreditar na esperança, no futuro de um Maranhão livre da prática oligarca e patrimonialista, tem-se que acreditar na construção de um Estado com prosperidade e para todo o seu povo. A luta hoje deve ser pela democracia; com igualdade, justiça e liberdade. Não se pode deixar o voto ser privatizado, comprado, comercializado e nem que a política seja um espetáculo ou espaço de poucos.

Nesta eleição é preciso que todos os lutadores sociais por um mundo melhor, observe que sem prática de gestão republicana no Maranhão não pode haver desenvolvimento com sustentabilidade. Não é possível mais o Maranhão ser tratado como se fosse fazenda, curral ou quintal de uma família.

O Estado com a principal organização da sociedade mesmo no regime capitalista, não pode ser patrimônio de um único grupo. Deve-se lutar para reafirmar a pluralidade e democratizá-la a política no Maranhão, com a participação de todos.

Por isso, na eleição do dia 3 de outubro de 2010, VAMOS TODOS VOTAR CONTRA A OLIGARQUIA!

* Silvio Bembem é Administrador, Especialista em Sociologia das Interpretações do Maranhão (UEMA) e Servidor Público Federal, Ex-Secretário Adjunto de Estado da Igualdade Racial (2007-2009), bolsista do Programa Internacional de Pós-Graduação da Fundação Ford e Dirigente do PT/MA.

Lula desmente a aliada Roseana Sarney sobre visita a São Luís na data de aniversário da cidade


Agenda de Lula 08/09/2010

10h - Partida para Uberlândia (MG) - Base Aérea de Brasília (DF)
10h30 - Chegada a Uberlândia - Aeroporto Ten. Cel. Av. César Bombonato
11h - Visita às instalações de armazém graneleiro da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) -Rua Geraldo Moreira e Silva, 2630, Uberlândia
12h - Cerimônia de inauguração do armazém graneleiro para 100 mil toneladas, da Conab
13h30 - Partida para Belo Horizonte (MG) - Aeroporto Ten. Cel. Av. César Bombonato
14h20 - Almoço reservado - Base Aérea de Belo Horizonte
16h30 - Visita a apartamento no Residencial Parque Arrudas - Rua José Bicalho, Bairro das Indústrias, Contagem (MG)
17h - Cerimônia de inauguração de unidades habitacionais dos blocos 11 a 23 do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Urbanização de Assentamentos Precários no Ribeirão Arrudas
19h - Compromisso privado - Betim (MG)
21h30 - Partida para Brasília - Aeroporto da Pampulha, Belo Horizonte
22h30 - Chegada a Brasília - Base Aérea de Brasília
Do Blog do Noblat

A notícia que não se confirma:
Especulações sobre a nova vinda de Lula ao Maranhão
31/08/2010
"Foi só a candidata da coligação “O Maranhão Não Pode Parar”, governadora Roseana Sarney (PMDB), anunciar a vinda do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no dia 8 de setembro, a São Luís, data do aniversário da cidade, que os adversários logo trataram de desqualificar a informação."
Do Blog do Mário Carvalho

Lula virá ao Maranhão este mês, diz Roseana
20/08/2010
"Durante comício realizado ontem à noite no bairro de São Cristovão, em São Luís, a governadora e candidata a reeleição Roseana Sarney (PMDB) anunciou à multidão durante seu discurso que no trajeto para o evento havia recebido um telefonema ilustre. “Era o presidente Lula”, anunciou ela aumentando ainda mais a animação do ato.

Já não era sem tempo: Roseana foi recebida por multidão em Santa Inês.
Segundo Roseana, o presidente perguntou como estava a campanha no Maranhão e avisou que virá ao Estado ainda este mês..."

Morre criança atropelada por mulher que dirigia embriagada

SÃO LUÍS – Morreu no fim da manhã desta quarta-feira (8), a criança que foi atropelada na tarde do dia 7 de setembro, na praia de Panaquatira, em São José de Ribamar. O menino Carlos Eduardo, de três anos, estava internado no hospital Socorrão II.

O corpo de Carlos Daniel da Silva Rodrigues já foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) e vai ser velado na casa da família, na Vila Mangueirão, em Panaquatira. O enterro vai ser nesta quinta-feira (9), às 16h, no cemitério de São José de Ribamar.

O caso

A motorista Samantha Martins chegou a ser presa, mas foi liberada, após pagar fiança, segundo testemunhas ela dirigia um automóvel Meriva e fazia manobras perigosas na areia quando atropelou nove pessoas, entre elas duas crianças. A outra criança vítima do acidente tem 10 anos, o estado de saúde dela é estável. Uma pedagoga também atingida pelo veículo permanece em outro hospital, mas não corre risco de morte.

Revoltados, parentes das vítimas acompanharam o registro da ocorrência. No momento do acidente, Samantha Martins tentou escapar mas foi perseguida por banhistas e policiais. Ela foi levada para o 13º Distrito Policial, no bairro do Cohatrac onde segundo a polícia foi submetida ao teste do bafômetro.

Segundo o Comando do Policiamento Metropolitano, o teste de bafômetro confirmou a embriaguez de Samantha Martins, que segundo informações é cabeleireira.

TSE não inclui na pauta julgamento de registro de candidatura de Jackson Lago


Não consta na pauta de julgamento do Tribunal Superior Eleitoral desta quarta-feira, 8, - e nem da quinta-feira, 9 -, o recurso contra registro de candidatura do candidato da coligação "O Povo é Mario", Jackson Lago. Na lista de processo da pauta desta quarta-feira da pauta publicada nenhum caso é concernente ao Maranhão.

A não ser que o relator do processo, o ministro Hamilton Carvalhido (foto) profira decisão monocrática (não levando a julgamento do caso Jackson Lago a plenário), o julgamento do recurso contra registro de candidatura do pedetista apresentado pelo Ministério Público deve acontecer na próxima semana, quinze dias antes do primeiro turno das eleições.
Já na sessão extraordinária jurisdicional há apenas um processo (RESPE 365109). O Recurso Especial Eleitoral sobre registro de candidatura a deputado estadual de Francisco dos Santos Sousa, da coligação "O Maranhão não pode parar 4" (PP/PTN/PSC). O relator é o ministro Arnaldo Versiani.
Na quinta-feira, tanto na sessão ordinária jurisdicional como na pauta publicada não há casos sobre o processo eleitoral do Maranhão.